Encontra neste site

8 Dicas para ajudar a conseguir um emprego

Conseguir um emprego pode ser um dos maiores desafios na vida de uma pessoa, quer estejamos a falar de um início de carreira ou de um regresso à actividade profissional.

Existem vários factores e variáveis que podem determinar o grau de esforço necessário para o sucesso. Muitos desses factores estão fora do nosso controlo, mas podemos aplicar algumas técnicas para aumentar as probabilidades de atingirmos o nosso objectivo.

Ao longo deste texto vamos apresentar 8 dicas práticas que podem ajudar-te a encontrar um emprego.

infografia: 8 dicas para conseguir emprego

1. Auto-análise

Um dos primeiros passos que podes dar ao iniciares uma pesquisa de oportunidades de emprego é fazeres um exercício de perceber o queres atingir. Definir os teus objectivos. Desta forma conseguirás focar-te e dirigir a tua busca para os locais mais relevantes, com ganhos de tempo e produtividade.

Uma sugestão para começar é fazeres uma lista de profissões que gostarias de desempenhar e perceber até que ponto estás preparado.

Uma vez que tenhas a lista, podes pesquisar por ofertas de emprego e ler os detalhes sobre as funções associadas às profissões. Isto permite que tenhas uma ideia geral sobre as competências que a entidade empregadora valoriza no perfil dos seus eventuais colaboradores.

Permite também perceber até que ponto podes, ou não, estar preparado para essas mesmas funções. Se o tipo de tarefas a desenvolver te forem familiares, poderás à partida estar bem colocado para uma candidatura à vaga em questão. Caso tenhas a consciência de que não estás preparado para a profissão que gostarias de desempenhar, uma boa solução pode ser apostar em formação. O que nos leva para a dica seguinte.

2. Formação

A formação permite a melhoria de competências em áreas específicas, bem como a aquisição de novos conhecimentos, o que contribui para uma valorização do profissional no mercado de trabalho. Através de formação, Podes tornar-te mais apto a desempenhar novas profissões, funções e tarefas.

Numa óptica de contributo para o emprego, a formação pode ser parte da solução. Profissionais bem preparados podem ter maiores hipóteses de colocação.

Várias entidades formadoras disponibilizam serviços que ajudam na integração profissional, tais como ferramentas de treino para entrevistas de emprego ou apoio na candidatura a estágios.

3. Utilizar a rede de contactos

Outra das dicas para quem está a interessado em conseguir um emprego é aproveitar a sua própria rede de contactos. Ao longo dos anos vamos acumulando vários contactos de pessoas que nos podem ajudar nesta tarefa: amigos, familiares, antigos colegas, professores, etc.

Podes explicar a tua situação às pessoas que te são mais próximas e indicar que estás interessado em oportunidades de emprego, especificando as áreas ou profissões em que podes trabalhar. Essas pessoas poderão estar atentas a futuros anúncios, conhecer alguma oportunidade ou apresentar-te a alguém que possa ajudar.

4. Persistência

As acções que realizes para conseguir um emprego podem muitas vezes não ter logo um resultado imediato. Podes vê-las como um investimento que gera resultados mais tarde.

Os resultados de algumas das acções que coloques em prática, como sejam: responder a um anúncio de emprego, fazer uma candidatura espontânea, estabelecer contactos, estão muitas vezes dependentes de outros intervenientes ou terceiros. No entanto, podes fazer a tua parte e dar o primeiro passo.

É importante manter a persistência e continuar a realizar estas acções mesmo que os resultados não sejam logo visíveis. Ao fim de um tempo pode surgir a recompensa. Deves ter bem presente o foco nos teus objectivos e uma ideia clara do que pretendes conseguir. Assim será mais fácil manteres a motivação enquanto aguardas pelos resultados.

5. Disciplina

Na sequência do ponto anterior, e como forma de ajudar a manter a persistência podes utilizar rotinas diárias para criar disciplina e garantir uma boa gestão do teu tempo.

Por exemplo, podes reservar todos os dias alguns momentos para pesquisar ofertas de emprego, seleccionar os anúncios mais interessantes e responder, aprender algo novo sobre a profissão que pretendes (seja em livros, cursos ou blogs), estabelecer metas semanais: responder a X anúncios por semana, contactar X empresas, etc.

6. Apresentação e Imagem

A imagem que transmites através do teu contacto com os outros causa uma impressão que pode ser decisiva em todo o processo.

Essa imagem não se limita à forma de vestir em entrevistas de emprego. Tudo o que fazes desde o momento em que interages com alguém revela detalhes sobre o teu perfil e potencial de trabalho. Deves ter o máximo de atenção em todos os aspectos da tua comunicação, assim como na imagem que transmites aos potenciais empregadores.

Um CV com erros ortográficos pode limitar à partida a selecção para uma posterior entrevista de emprego.

Alguns exemplos de elementos a rever:
- Curriculum Vitae;
- Carta de Apresentação;
- eMails a enviar aos potenciais empregadores;
- Portefólios, anexos, trabalhos realizados;
- Vestuário adequado em entrevistas de emprego.

7. Portais de emprego

Os portais de emprego são dos principais locais para a pesquisa online de oportunidades de trabalho. A maioria dos portais permite localizar ofertas com base na região, cidade, data, áreas de trabalho, título do anúncio, etc. Desta forma é fácil filtrar as ofertas mais interessantes tendo em conta o tipo de trabalho que queres encontrar.

Muitos destes sites de emprego permitem igualmente que envies o teu CV para ficar em base de dados e ser disponibilizado a potenciais entidades empregadoras.

Outra das opções possíveis na maioria dos portais de emprego é o registo em newsletters. Algumas dessas newsletters permitem especificar o tipo de ofertas que o utilizador está interessado em receber. Pode ser uma forma fácil para detectares anúncios interessantes sem teres que ir constantemente ao site fazer pesquisas. No entanto, é importante ires revisitando os principais sites de tempos a tempos. Alguns dos portais têm ofertas diárias, outros com períodos mais alargados, dependendo da área ou profissão em que estejas interessados.

8. Proactividade e Iniciativa

Por último sugerimos uma postura proactiva. Ou seja, as probabilidades de conseguires um emprego aumentam se tomares a iniciativa, em vez de ficares à espera que algo aconteça. Toma a iniciativa de contactar potenciais entidades empregadoras, dinamizar a tua rede de contactos, melhorar o teu CV, pesquisar sobre as empresas antes das entrevistas de emprego, aprender através de formação específica. Resumindo, toma a iniciativa em tudo o que possas fazer para conseguires novas oportunidades de trabalho. Em alguns casos pode justificar-se ponderares criar o teu próprio emprego.

Percurso para o emprego

Como conclusão podemos dizer que não existe uma receita única para se conseguir um emprego. As dicas anteriores podem ajudar-te a atingir esse objectivo, e cada pessoa terá os seus pontos fortes e aspectos a melhorar. Alguns dos pontos anteriores podem fazer mais ou menos sentido consoante cada um. Se mantiveres a confiança e o foco no que pretendes atingir, os resultados podem aparecer mais facilmente.